Governador não quer fechamento geral e se reúne com empresários e órgãos fiscalizadores sobre compra de leitos na rede particular

Saúde

há 1 mês


28/02/2021 21h28

Após a determinação de lockdown nos finais de semana, o governo de Santa Catarina resolveu adotar novas medidas contra a pandemia do novo coronavírus.

Nesta segunda-feira (1º), o governador Carlos Moisés se reúne com órgãos fiscalizadores que pediram lockdown de 14 dias. Além disso, haverá uma reunião com empresários, para tratar da contratação de novos leitos na rede particular.

A reunião sobre lockdown será com diversos órgãos estaduais e federais, que assinaram a Recomendação Conjunta nº 1/2020 sugerindo a suspensão de todas as atividades não essenciais por pelo menos 14 dias em Santa Catarina.

O objetivo do governo é compartilhar detalhes do trabalho que tem sido desenvolvido e chamar os poderes para colaborar no processo.

Na conversa estarão representantes do Ministério Público de Santa Catarina, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina, Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, Defensoria Pública de Santa Catarina e da União.

Leitos

Também na próxima segunda, o governo chamou uma reunião com representantes de hospitais privados do Estado e do setor produtivo, além de empresários. O objetivo é contratar leitos na rede particular.

Para isso, será lançado, novamente, o chamamento público para a contratação de vagas dos hospitais privados.

O governo garante que tem R$ 600 milhões em caixa para a compra de leitos da rede particular, porém, até o momento, não houve resposta positiva.

Segundo os dados da Covid-19 disponíveis no site do governo para controle social da pandemia, Santa Catarina tem 21 hospitais com 100% das UTIs ocupadas. Há somente 17 leitos de UTI adulto destinados à Covid-19, disponíveis neste momento.

Praticamente todas as regiões  atuam próximas do limite. No Oeste, Meio Oeste e Serra Catarinense a ocupação é de 99%; na Grande Florianópolis 97%. No Sul e Norte, 98%. No Vale do Itajaí 96%, na Foz do Vale, 95%.

As últimas decisões do governo, vieram após uma reunião que durou mais de duas horas neste domingo (28). Foi quando o governador Carlos Moisés (PSL) determinou essas novas frentes de atuação para o enfrentamento à pandemia em Santa Catarina.

Fonte: ND+ redação


(48) 3535-1256

(48) 99134-0042

Rua Silvio Boff, 348 Bairro Paraguai
Jacinto Machado/SC - CEP: 88950-000

Copyright 2019 - Jornal Volta Grande